junho 25, 2013

As pequenas coisas


Sabe, hoje cedo acordei feliz. Eu tenho um costume de ligar uma música agitada no meu celular e começar a dançar antes de me arrumar, sei lá, vai ver é porque sempre acordo com preguiça, e dessa forma me sinto mais viva.

Danço feito boneco de posto em frente ao espelho, eu sei, é bizarro, mas eu rio tanto que nem me importo..

Foi em meio a essa dança em frente ao espelho que comecei a reparar em mim, nos meus olhos primeiramente, sei lá, vai ver é porque é a primeira coisa que eu reparo nas pessoas.
Comecei a admirá-los, olhá-los bem de perto e pensei como eles são bonitos, a vai eu sei que são apenas olhos castanhos, normais, comum, afinal há tantos não é mesmo?! Mas eles são tão especiais, diferentes de certa forma, tem certo brilho, e acho que cada pessoa tem um brilho diferente no olhar, mesmo as mais carrancudas, se você souber procurar.

Depois reparei em minha boca, como ela é pequena e cheia! Mas vai, com um bom batom vermelho, dá par se sentir diva, pelo menos por hora!
Aí veio os meus cabelos, como é armado, santo Deus, mas vai, com uma pomada aqui, uma presilha ali, e não é que ficou bonito?!

Depois de tanto olha aqui, mexe ali, você se dá conta do quão bonita você é, não como capa de revista, mas bonita de verdade, porque até mesmo meninas de capa de revista tem uma beleza diferente do que nos mostram, as suas sardinhas não são mostradas nas fotos, e talvez seja essa a coisa que falta para mostrar quem ela realmente é.

São essas pequenas coisas que te tornam quem você realmente é, porque ninguém é como você e você não como ninguém, e isso te torna único, diferente.
Eu sei como é, ninguém se ama por completo, sempre tem aquela coisa que você não gosta, mas na vida o que vale mais são as coisas boas, as ruins você apaga, bom não tem como apagar o cabelo armado, o quadril largo, a magreza em excesso ou a falta de músculos. Mas com essas pequenas coisas você vai mostrando como você pode ser você mesma todos os dias.
Postar um comentário