janeiro 31, 2013

A Culpa é das Estrelas.

Dias atrás, precisava de companhia. 
Dei uma chance ao John Green, para me encantar e ocupar minha cabeça com sua obra. 
Posso dizer, que ele conseguiu tocar meu coração.






Hazel Grace participa do Grupo de Apoio, em que jovens com câncer compartilham suas histórias e conquistas. Isaac é um garoto com câncer ocular, prestes a ficar cego com a operação que fará, e num desses encontros do Grupo de Apoio, ele leva seu amigo Augustus Waters para participar. Gus teve osteossarcoma na perna, mas está sem o câncer. É nesse dia que os dois jovens se conhecem. Hazel com pulmões que podem encher de água a qualquer momento e Gus com uma prótese na perna direita. Lentamente os dois vão se conhecendo e surge uma certa cumplicidade entre eles.


“– Eu estou – ele disse, me encarando, e pude ver os cantos dos seus olhos se enrugando. – Estou apaixonado por você e não quero me negar o simples prazer de compartilhar algo verdadeiro. Estou apaixonado por você, e sei que o amor é apenas um grito no vácuo, e que o esquecimento é inevitável, e que estamos todos condenados ao fim, e que haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, e sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa, e eu estou apaixonado por você.”
 

A história passa valores e emoções dignas para levar a nossa vida. Não é somente um livro sobre o câncer, no começo tive medo de o livro ser triste demais, porém aos poucos me encantei com os diálogos, as metáforas e as sacadas inteligentíssimas de Augustus e Hazel, excelentes personagens que me fizeram rir e refletir sobre o universo de minha vida. Uma ótima dica de leitura.


Postar um comentário